IML descarta que crianças foram abusadas sexualmente em CMEI de Maringá

173

A delegada Karen Friedrich do NUCRIA (Núcleo de Proteção a Criança e ao Adolescente vítimas de crime) confirmou à imprensa que crianças do Centro Municipal de Educação Infantil (CMEI) Luiza Sandri Meneguetti, na Zona 7 não sofreram abusos sexuais. A delegada usou como base laudo do Instituto Médico Legal (IML) que descartou a violência sexual.

A denúncia foi feita no fim de mês passado quando um grupo de cinco mães procurou o Conselho Tutelar (CT) Zona Norte de Maringá para denunciar abusos e agressões cometidos por duas servidoras (sendo uma professora) contra crianças de três anos (meninos e meninas) que estudam no CMEI.

As servidoras envolvidas na denúncia foram afastadas do local de trabalho. Apesar da denúncia de abuso sexual ter sido descartada pelo IML o caso segue sob investigação do NUCRIA. Até agora, 30 crianças além dos responsáveis pelo CMEI foram ouvidos pela polícia. O inquérito segue sob sigilo.

COMPARTILHAR