Servidora pública suspeita de matar o marido é presa pela Polícia Civil

313

A Polícia Civil prendeu preventivamente na manhã desta quarta-feira, 17, a servidora pública Sueli Fernanda de Assis Almeida, de 37 anos, que, de acordo com a Polícia Civil de Sarandi, seria autora de facadas que ocasionaram a morte do marido Gilvanes Rosários Pedra, 40 anos, no Jardim Cruzeiro, em Sarandi no dia 8 de junho.

Na ocasião, após desferir as facadas, Sueli fugiu e se apresentou na Delegacia de Polícia acompanhada de advogado. Ela apresentou uma faca que teria sido o objeto utilizado para as perfurações, contudo a arma branca será submetida à perícia.

Vídeos de câmeras de monitoramento obtidos pela polícia apontaram que as facadas foram dadas sem que a vítima esboçasse qualquer reação e laudo do IML atestou que duas das facadas foram dadas na lateral do corpo da vítima, o que indicaria possível movimento da vítima de defender-se. Depoimento de testemunha confirma que era a autora quem trazia a arma branca na bolsa. A autora no passado já teria agredido a vítima, conforme Boletim de Ocorrência registrado pela vítima.

COMPARTILHAR