Calendário 2020 de competições começa bem para a equipe Dennis Jiu-jitsu Club

424

O calendário 2020 das grandes competições nacionais e internacionais de jiu-jitsu está a todo vapor. Abertos nas principais capitais brasileiras, sul brasileiro, sul americano, brasileiro (um dos mais difíceis do mundo) estão no circuito dos principais competidores da arte suave.

De olho nos lugares mais altos do pódio, atletas que integram a equipe Dennis Jiu-jitsu Club começaram o ano em ritmo acelerado. No Curitiba Open – evento organizado pela Confederação Brasileira de Jiu-jitsu (CBJJ) – a equipe maringaense, com uma quantidade relativamente baixa de atletas – se comparada as demais – ficou entre as cinco melhores nas lutas com e sem quimono.

Nas mais variadas faixas e categorias, comandados do professor Edenilson Roberto Siqueira de Lima, o Dennis, conquistaram diversas medalhas. Nas disputas com quimono, com 34 atletas, a equipe ficou em 5º lugar na classificação geral. Já nas lutas sem quimono, com apenas 15 competidores, a equipe ficou em 4º lugar.

Destaques
Em todas as faixas, a equipe Dennis Jiu-jitsu Club, que no campeonato em Curitiba foi liderada pelos professores Anderson Sarris, Helder Palma, Eder Duarte e Thiago Lima conquistaram medalhas. Na faixa preta, o peso pesado Alysson Paio obteve a medalha de bronze na categoria master três e Diego Esteves também ficou com a bronze na categoria pesado master dois, na disputa com quimono.

Sem quimono, Anderson Sarris o ‘Magrinho’ – peso pena – ficou em terceiro lugar. Fábio Alessandro e Diego Esteves ficaram com a medalha de prata, ambos na faixa preta. De volta as competições, após se recuperar de uma cirurgia no joelho, Helder Palma – que coordenou a equipe – também competiu e conquistou medalha de bronze na categoria.

Na faixa marrom, destaque para os irmãos Arouca. Daniela – que também se recuperou de uma lesão grave – voltou e conquistou quatro medalhas. Sem quimono, Danny foi ouro no peso e absoluto (com atletas de todos os pesos). Com quimono, foi campeã no peso pesado e vice no absoluto.

Daniel Arouca – que estava fora do cenário competitivo há alguns anos – foi campeão no peso e absoluto sem quimono e vice nas lutas com quimono. André Henrique Ventrilho também teve um excelente desempenho na faixa marrom. Obteve quatro medalhas no peso, absoluto com e sem quimono. Everton Cruz, o ‘Ninja’, foi campeão no peso e vice no absoluto sem quimono também na faixa marrom.

Já na faixa roxa, Juares Santos, conquistou quatro medalhas de ouro na categoria e absoluto, com e sem quimono. Samuel Naion também teve, mais uma vez, um grande desempenho. Obteve uma medalha de ouro e outra de prata – no peso e absoluto com quimono.

Dennis Ricardo Xavier o Bigorna, faixa azul pesadíssimo, foi campeão no peso e absoluto. Outros atletas também se destacaram nas faixas roxa, azul e branca. Parte da equipe se prepara agora para o sul brasileiro que será disputado no fim de março em Florianópolis (SC) e o brasileiro que será disputado em abril em São Paulo.

“A equipe está muito focada nas competições e o resultado começa a aparecer. Estamos com atletas em praticamente todas as faixas entre os melhores de suas categorias. Vamos trabalhar também pensando nas grandes competições fora do Brasil”, afirmou Dennis.

COMPARTILHAR