PF prende em Maringá togolês e brasileira por fraude em imigração

162

A Polícia Federal prendeu em flagrante nesta quarta-feira, 12, um homem, natural de Togo/África, de 28 anos, e uma brasileira moradora em Cidade Gaúcha, de 29 anos, por declaração falsa durante os procedimentos de solicitação de autorização de residência feita no Núcleo de Estrangeiros da Delegacia de Polícia Federal em Maringá.

O casal compareceu a Delegacia da PF com os documentos exigidos pela legislação, os quais continham indícios de falsidade ideológica, uma vez terem declarado em Escritura Pública de União Estável que conviviam juntos desde 2018, sendo que o imigrante chegou ao Brasil somente em fevereiro de 2019, além de outros documentos com conteúdo de falsidade ideológica.

Em entrevista feita com os mesmos constatou-se que os mesmos nunca residiram juntos de fato. Assim, foi dado voz de prisão em flagrante pelo crime de falsidade ideológica, com penas de reclusão de um a cinco anos e multa. Após o flagrante, foram encaminhados à sede da 9ª SDP em Maringá, onde permanecerão à disposição da Justiça Federal.

COMPARTILHAR