A CIDADE

Maringá confirma primeiro caso de varíola dos macacos nesta quarta, 3

Os exames laboratoriais confirmaram nesta quarta-feira, 3, o primeiro caso de varíola dos macacos em Maringá. O paciente é um homem, entre 30 e 40 anos, que apresentou sintomas compatíveis com a doença e foi atendido em um hospital privado da cidade. Ele está estável, em isolamento domiciliar, e é monitorado pela Secretaria de Saúde. Pessoas que tiveram contato direto com o paciente também estão em observação.

Não há outros casos em investigação em Maringá. Os três casos suspeitos de monkeypox que haviam sido registrados na cidade em julho foram descartados após a conclusão de exames laboratoriais.

Em alerta
Durante o mês de julho, a Secretaria de Saúde realizou três capacitações para profissionais das redes pública e privada para a detecção e diagnóstico precoce da doença. O treinamento foi aberto para médicos e enfermeiros dos 30 municípios de abrangência da 15ª Regional de Saúde. Ao longo dos próximos meses, novas capacitações serão realizadas pela Saúde.

“Já capacitamos mais de 200 profissionais da saúde, com foco na preparação e resposta a uma possível emergência sanitária. Esses profissionais estão prontos para atender, monitorar e encaminhar os casos suspeitos da doença”, frisa o secretário de Saúde, Clovis Melo.

A doença
A varíola dos macacos é uma doença viral e a transmissão entre humanos ocorre principalmente por contato com lesões de pele de pessoas infectadas e por meio de gotículas respiratórias. Os sintomas envolvem lesões na pele, febre, dor de cabeça, dores musculares, calafrios e fadiga.