POLICIAL

Depois de uma discussão na Vila Olímpica, jovem de 26 anos morre baleado em Maringá

O ex-presidiário Lucas Diniz Ferreira Paes, de 26 anos, foi morto com dois tiros na noite deste domingo, (26) em Maringá. O homicídio aconteceu por volta das 20h, ao lado da Vila Olímpica na Avenida Herval. Lucas foi baleado no tórax. Socorristas do Samu e Siate estiveram no local, mas o rapaz não resistiu aos ferimentos. Testemunhas relataram que logo após os disparos, teriam visto dois homens deixando o local.

A cena do homicídio foi isolada, para a realização do trabalho da perícia. No local foram encontradas cápsulas deflagradas de pistola calibre 9 milímetros. O crime é investigado pela DHPP (Divisão de Homicídios e Proteção a Pessoa) de Maringá. A princípio no período da tarde, a vítima que era conhecida pelo apelido de Paulista, teria se envolvido em uma briga. A confusão teria acontecido no complexo da Vila Olímpica. A mãe do rapaz executado, faleceu no último dia 16 deste mês.

Suspeito preso
Logo após o homicídio, policiais militares do 04ªBPM, conversaram com algumas testemunhas e colheram informações a respeito do suposto atirador. Diante dessas informações, policiais do serviço reservado (P2), lograram êxito na identificação do principal suspeito.
Em diligências com o apoio da equipe Rotam, os agentes da P2, chegaram até a residência do acusado, no Distrito de Iguatemi. Segundo o Tenente Murilo, a mãe do suspeito estava no imóvel e acompanhou o trabalho dos militares.

Na casa foram encontrados entorpecentes, munições e a arma usada na execução (pistola 09 milímetros) do ex-presidiário Lucas Diniz Ferreira Paes, de 26 anos. O indivíduo confessou a autoria do crime. João Gabriel Martins disse aos policiais que vinha sofrendo ameaças por parte da vítima. Ambos tiveram uma desavença,