POLICIAL

Cirurgião plástico acusado pela morte de paciente em Maringá é condenado por homicídio culposo

O médico cirurgião plástico Álvaro Fabiano Martins de Carvalho foi condenado a pena de 1 ano e 4 meses por homicídio culposo (quando não há a intenção de matar) pela morte da paciente Andrea Beltrame Serconek da Costa. A sentença foi proferida no início da noite desta quarta-feira, 27, no Fórum de Maringá.

Carvalho vai responder ao crime em regime aberto. A acusação pedia condenação do médico pela prática de homicídio por dolo eventual – quando se assume o risco de levar uma pessoa a morte. A tese no entanto, não foi acatada pelos jurados que entenderam que o profissional não cometeu tal prática.

O caso
O fato ocorreu no dia 8 de março de 2006. A época, a vítima tinha 28 anos e, de acordo com os autos, foi até o consultório médico para um procedimento de cirurgia reparadora nos seios e lipoaspiração. No momento do procedimento, a paciente sofreu uma parada cardiorrespiratória e morreu.

Na clínica, não havia, segundo a denúncia, equipamentos para situações de emergência. Fato que teria motivado a morte. A família da vítima deve recorrer da sentença.