POLICIAL

Comerciante acusado de matar a esposa e a enteada em Maringá vai à júri nesta terça, 22

O comerciante Valdomiro Campos, de 59 anos, vai à júri popular nesta terça-feira, 22, no Fórum de Maringá. Ele é acusado de, no dia 8 de novembro de 2020, matar a tiros a esposa Elisabete Maria Orioli, a época com 62 anos, e a filha dela Franciele Cristina Orioli, a época do crime com 39 anos. O duplo assassinato aconteceu na rua Ipiranga, na Zona 4, em Maringá.

Campos participava de um churrasco quando teria se desentendido com um sobrinho de Elisabete. Durante a discussão, ele armou-se com um revólver calibre 32. O homem teria ameaçado as pessoas e Elisabete acabou atingida. A filha, ao tentar defender a mãe, também se feriu com os disparos. A esposa do comerciante morreu na hora.

Já a filha dela chegou a ser socorrida, mas morreu no hospital. O comerciante – que era dono de um bar na Zona 4 – fugiu do local, mas foi capturado por uma equipe da Polícia Rodoviária Federal (PRF) próximo ao município de Arapongas. Ele acabou preso em flagrante e conduzido para a Delegacia de Maringá. Desde que o crime aconteceu, o homem permanece preso. A expectativa é de que o júri dure o dia todo.