PARANA

Em vias federais do Paraná, PRF registra oito mortes e 121 acidentes no feriado prolongado

Um dos acidentes graves registrados na região de Maringá/ Foto - PRF

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) divulgou na tarde desta quarta-feira, 13, o balanço final da Operação Padroeira nas vias federais do Paraná. De acordo com os dados, houve queda de 22% no número de acidentes e de 9% na quantidade de feridos graves. A ação foi desenvolvida pela PRF entre a sexta-feira, 8 e a terça-feira, 12.

No período ocorreram 121 acidentes, com 39 feridos graves e oito pessoas perderam a vida. Nos mesmos cinco dias do ano passado, foram registrados 155 acidentes, com 43 feridos graves e oito mortes.

Na região de Maringá, foram registradas pela PRF duas mortes na BR 376, ao longo do feriado prolongado. Uma delas registrada durante a noite desta terça-feira, 12. Um homem de 49 anos morreu após capotar um Fiat/Tempra, próximo a Mandaguari.

Segundo a PRF, também foram priorizadas ações voltadas à segurança viária, prevenção e redução da gravidade dos acidentes de trânsito e à garantia da mobilidade nas rodovias do país.

Os policiais flagraram 60 motoristas dirigindo embriagados, 311 pessoas estavam sem o cinto de segurança, além de 62 crianças que não utilizavam adequadamente um dispositivo de retenção, como a cadeirinha.

Ainda, foram registradas 384 ultrapassagens irregulares durante o feriado. Esse tipo de conduta, de acordo com a polícia, é responsável pela maioria dos acidentes do tipo colisão frontal, onde o motorista não consegue efetuar em tempo a manobra de ultrapassagem ou força a passagem, colidindo frontalmente com o veículo que está trafegando no sentido contrário.

Estaduais
Nas rodovias estaduais da região de Maringá, de acordo com o balanço da Polícia Rodoviária Estadual (PRE), foram registrados durante a operação 24 acidentes, com cinco mortes e quatro feridos.