A CIDADE

Chuva que não estava prevista causa estragos em Maringá e deixa 30 mil domicílios sem energia

Uma chuva forte acompanhada de vento e que durou aproximadamente 15 minutos causou estragos em Maringá. A chuva não era prevista pelo Sistema de Tecnologia e Monitoramento do Paraná (Simepar). Foram várias ocorrências atendidas pelas equipes de Arborização do município, Defesa Civil, agentes da Semob e Corpo de Bombeiros. Em nota, a Copel informou que 30 mil domicílios ficaram sem energia no período da tarde e que as equipes estão trabalhando nas ruas para restabelecer a energia.

A avenida Pedro Taques foi uma das mais afetadas e ficou parcialmente interditada para baixo da Praça Farroupilha no Jardim Alvorada. Até por volta das 16h15, a Defesa Civil não havia divulgado um balanço por conta das ocorrências estarem ainda em andamento na cidade.

“A região do Jardim Alvorada foi bem afetada”, destacou o diretor de Operações da Defesa Civil de Maringá, Adilson Costa. Na avenida Morangueira, também na zona norte, novamente na altura da Associação dos Funcionários Municipais de Maringá (AFMM) houve alagamento.

Apesar do volume de chuva, não houve registro de feridos. Segundo o Simepar, não há previsão de chuva para as próximas horas. A Copel orienta que em casos de falta de energia, o cidadão pode enviar mensagem SMS para o número 28593 com as letras SL, ou ligar para o 0800-5100116. Há também um Whatsapp 41-3013-8973.

Fotos – Defesa Civil