PARANA

Deputado Estadual Delegado Rubens Recalcatti morre vítima de infarto

O Delegado Rubens Recalcatti, deputado estadual no Paraná, morreu por volta das 20h30 desta sexta-feira (9), após sofrer um infarto fulminante em casa em Curitiba, conforme informou a família. Ele estava com 72 anos e deixou dois filhos, Filipe e Heloisa. A esposa dele, Leonice, morreu em março do ano passado. As informações são do G1 Paraná.

“Os familiares agradecem as inúmeras manifestações de pêsames e pedem orações pelo passamento desse guerreiro de muitas lutas e lições. Os horários e locais de velório e enterro serão anunciados em breve. Ao nosso eterno amigo, descanse em paz”. Delegado de carreira, concursado em 1994, Recalcatti atuou durante 24 anos em diversos municípios do Paraná, como União da Vitória e Araucária, e em delegacias de Curitiba. Entre elas, as de Furtos e Roubos e de Homicídios.

Recalcatti ingressou na Polícia Civil em 1979, como agente investigador – carreira em que atuou durante 16 anos. Ele era formado em Estudos Sociais pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUC-PR) e em Direito pela UniCuritiba. Rubens Recalcatti tomou posse como deputado estadual em 2 de maio de 2017. Foi eleito suplente em outubro de 2014, ficou em quarto lugar na chapa do Partido Social Democrático (PSD), tendo ocupado depois a vaga deixada pelo atual prefeito de Foz do Iguaçu, Chico Brasileiro, também do PSD. Ele foi reeleito em outubro de 2018.

Rubens Recalcatti nasceu em 23 de outubro de 1948, em Videira (SC), e se mudou com a família para Francisco Beltrão, no sudoeste do Paraná, ainda criança. O governador Ratinho Junior decretou luto oficial de três dias e lamentou o falecimento de Rubens Recalcatti. “É uma perda imensa para o Paraná. O deputado sempre defendeu a sociedade e os profissionais da segurança pública com muita dedicação. A todos os seus familiares e amigos, meus profundos sentimentos”, afirmou Ratinho Junior. A Mesa Diretora da Assembleia Legislativa do Paraná (Alep) também lamentou o falecimento do deputado estadual.

“Uma perda muito grande para a nossa Assembleia Legislativa e o Paraná. Um deputado exemplar, defensor dos profissionais de segurança e que vai fazer muita falta no nosso convívio no Legislativo. A todos os familiares os meus mais profundos sentimentos”, disse o presidente da Alep, deputado Ademar Traiano (PSDB).

O primeiro secretário da Alep, deputado Luiz Claudio Romanelli (PSB), lamentou a perda do colega. “Lamento muito o falecimento deputado Recalcatti, com quem partilhei um convívio fraterno ao longo de muitos anos. Para a Assembleia é uma perda irreparável. A família e legião de amigos as minhas condolências”. Outros deputados, como: Carmo (PSL), Cantora Mara Lima (PSC), Delegado Francischini (PSL), Tiago Amaral (PSB), Alexandre Amaro (Republicanos), Alexandre Curi (PSB), Requião Filho (MDB), Gilberto Ribeiro (PP) e Boca Aberta Junior (PROS), também publicaram homenagens ao político nas redes sociais.

Na noite de quinta-feira (8), o deputado realizou uma audiência púbica para celebrar o Dia Estadual dos Conselhos Comunitários de Segurança (Consegs), comemorado em 2 de abril por lei de sua autoria, sancionada em 2015.