A CIDADE

Prefeitura de Maringá espera atender 9.200 famílias com auxílio emergencial

O prefeito Ulisses Maia sancionou ontem, 6, a lei que cria o Auxílio Maringá Emergencial que vai beneficiar pessoas em situação de vulnerabilidade social com R$600 a serem pagos em três parcelas de R$200. Segundo a prefeitura, serão atendidas 9.287 pessoas com limite de uma por núcleo familiar.

Os valores serão repassados pela Secretaria de Ação Social (SAS) do Município que está preparando a regulamentação para selecionar, posteriormente, quais famílias poderão receber o benefício. A SAS também está desenvolvendo uma plataforma para que os interessados façam cadastro online. Para pessoas sem acesso à internet o atendimento será por telefone. Em breve, a SAS vai divulgar o link e os números de telefone.

O prefeito Ulisses Maia diz que o projeto foi criado em parceria com a Frente Parlamentar em Defesa do Emprego e Renda no Contexto da Pandemia da Câmara Municipal. Ele enfatiza que o Auxílio Maringá Emergencial faz parte de um programa com várias ações do município visando apoiar a comunidade, as empresas e os empregos. “Com mais este auxílio, a Prefeitura contribui com as pessoas que têm baixa renda e ainda fomenta o consumo, beneficiando o comércio”, frisa o prefeito.