POLICIAL

Polícia conduz à delegacia suspeitos de envolvimento com agressão a universitário

Estudante Jadson Gabriel segue internado em estado grave

As policias Civil e Militar de Maringá, montaram uma força tarefa, para prender os agressores de um acadêmico de letras da Universidade Estadual de Maringá (UEM). Jadson Gabriel dos Santos Machado, de 25 anos, está internado no Hospital Universitário em estado grave. O jovem foi violentamente agredido no final da madrugada do último sábado, 9, em um barracão abandonado, localizado na saída de Maringá para Mandaguaçu.

Na quarta-feira, 13, durante a noite, dois jovens foram presos pela equipe do Pelotão de Choque de Maringá, em uma festa que acontecia em uma chácara na Rua 14 de Outubro, no Parque Industrial de Sarandi. Um dos detidos estava de posse do aparelho celular roubado do estudante durante a agressão sofrida por ele. A Polícia Militar chegou até os suspeitos após rastrear o aparelho celular da vítima.

Quando os militares chegaram ao local indicado pelo GPS, um rapaz de 24 anos, que estava na festa tentou fugir. Ele foi detido e durante revista pessoal foi localizado em seu bolso, o aparelho roubado de Jadson. Questionado sobre a procedência do aparelho, ele relatou que teria comprado de um indivíduo aparentando ser usuário de entorpecente no cruzamento das avenidas Colombo e 19 de Dezembro.

O outro preso tem 21 anos, com ele, os policiais encontraram uma arma de fogo. Diante dos fatos, os dois foram encaminhados para a Delegacia de Polícia Civil de Sarandi. Já na manhã desta quinta-feira, 14, a dupla presa pela PM, foi interrogada por investigadores da 9° Subdivisão Policial (SDP). Na sequência, os policiais saíram em diligências, para localizar os agressores.

Um dos celulares apreendidos pela polícia foi roubado do estudante

Vários endereços foram visitados pelos policiais civis e militares, principalmente locais conhecidos como possíveis ponto de tráfico de drogas. Em um dos endereços os policiais encontraram a bicicleta da vítima, que já estava desmontada. Suspeitos foram conduzidos até a delegacia de Polícia Civil para serem interrogadas. As investigações estão bem adiantadas, e possivelmente nas próximas horas a polícia chegará até o agressor ou agressores.

“É um tipo de crime que não é comum em Maringá e não vamos tolerar. São várias as linhas de investigação, mas estamos com as investigações adiantadas e daremos uma resposta para a sociedade desse fato grave e lamentável”, disse o delegado chefe da 9ª SDP, Adão Rodrigues, em entrevista ao repórter Corujão no programa Pinga Fogo na TV desta quinta.

A agressão
De acordo com familiares da vítima, Machado passava pelo local onde foi agredido e roubado – um barracão abandonado na avenida Colombo – com destino a casa dos pais, que fica no Jardim Olímpico. O jovem mora sozinho próximo a universidade onde além de estudar no curso de letas, faz estágio. Ao passar pela área, foi vítima do roubo e da agressão.

Com informações do Repórter Corujão