POLICIAL

Um dos líderes do PCC fugiu para o Paraguai após embarcar no aeroporto de Maringá

Policiais e membros do MP-SP (Ministério Público de São Paulo) disseram sob condição de não serem identificados que André do Rap, considerado pela Justiça um dos principais traficantes da facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital), fugiu para o Paraguai no sábado (10.out.2020).

Os servidores seguiram André do Rap até Maringá. Eles afirmam que ele teria embarcado em um avião particular na cidade paranaense e fugido para o Paraguai. A informação foi publicada pelo colunista Josmar Jozino no portal Uol.

O suposto líder do PCC havia se comprometido a ir para casa. Ele chegou a fornecer à Justiça um endereço no Guarujá, no litoral paulista.

Em nota enviada ao Poder360, a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo afirmou que policiais estão em diligências desde sábado (10.out.2020) para capturar André do Rap, mas não passou detalhes da operação, pois “o trabalho de investigação demanda sigilo nas apurações”.

André do Rap, como é conhecido André de Oliveira Macedo, foi preso em setembro de 2019 em uma mansão em Angra dos Reis (RJ). De acordo com a Polícia Civil de São Paulo, ele comandava o envio de drogas para a Europa pelo porto de Santos (SP). Foi condenado a 15 anos, 6 meses e 20 dias de prisão. Ele recorreu da decisão, de 2013. Ainda não há trânsito em julgado.

O suposto traficante também foi condenado a 14 anos de reclusão. Porém, a 10ª Turma do TRF-3 (Tribunal Regional Federal da 3ª Região) atendeu a 1 pedido da defesa e a pena foi reduzida a 10 anos, 2 meses e 15 dias, em regime fechado. André do Rap foi solto por decisão do ministro do STF (Supremo Tribunal Federal), Marco Aurélio Mello. O habeas corpus do magistrado valia para as duas condenações.

Ele deixou a Penitenciária II de Presidente Venceslau, no interior de São Paulo, na manhã de sábado (10.out), às 11h50 min, segundo a Secretaria da Administração Penitenciária. O presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), ministro Luiz Fux, no entanto, suspendeu a liminar às 21h30.

Ainda durante a noite, o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), afirmou nas redes sociais que determinou a criação de uma força-tarefa da Polícia de São Paulo para capturar André do Rap.

Eis a nota da Secretaria de Segurança Pública de São Paulo:

“A Polícia Civil realiza operação para localizar e prender o criminoso citado. Policiais dos departamentos Estadual de Investigações Criminais (DEIC), de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP) e de Operações Policiais Especiais (DOPE) estão em diligências desde sábado (10.out). Mais detalhes não podem ser passados, pois o trabalho de investigação demanda sigilo nas apurações.”

As informações são do portal Poder 360

ANÚNCIANTES VIP´S