POLICIAL

Polícia Civil faz operação de combate a pedofilia em Maringá e Floriano

A Polícia Civil de Maringá, por meio do Nucria (Núcleo de Proteção a Criança ao Adolescente), com o apoio de investigadores da 9ª Subdivisão Policial (SDP) de Maringá e do setor de inteligência da Denarc, realizou nesta terça-feira, 8, uma operação contra a pedofilia. Em um primeiro alvo, que não teve o endereço revelado, os policiais fizeram a apreensão de aparelho de telefone celular e computador do investigado para verificar eventual compartilhamento e armazenamento de material pornográfico infanto juvenil.

O investigado foi indiciado pela prática do crime de estupro de vulnerável. As denúncias chegaram ao Nucria através de relatos de adolescentes após postagens na rede social Twitter (ExposedMaringá). À época dos fatos as vítimas tinham entre 9 e 11 anos de idade e o investigado era professor da uma escola particular de Maringá.

Quanto ao segundo caso, a Polícia Civil deu cumprimento a mandado de prisão preventiva contra um homem de 58 anos, morador do distrito de Floriano. Durante o trâmite dos inquéritos apurou-se que duas crianças, com idades de 6 e 8 anos, e uma pessoa de 18 anos, portadora de deficiência mental, foram vítimas de abusos sexuais no âmbito familiar.

ANÚNCIANTES VIP´S