REGIAO

Equipes do 5º Grupamento dos Bombeiros localizam corpo em poço na região

Equipes do 5º Grupamento dos Bombeiros (GB) localizaram nesta quarta-feira, 15, o corpo de um homem que teria sido assassinado em Campo Mourão. O corpo estava em um poço em uma propriedade rural e foi localizado após uma denúncia que chegou à polícia ainda no fim de semana.

No sábado, 11, o Corpo de Bombeiros em Campo Mourão deslocou uma viatura para realizar combate a incêndio em uma residência na PR 158, KM 12. Tão logo iniciaram o combate às chamas, foi acionada a Polícia Militar em virtude de suspeita de incêndio criminoso. Nas buscas na fase de rescaldo, foi localizado um corpo carbonizado em um dos cômodos do imóvel. A Polícia Científica e IML também foram acionados.

Na madrugada do domingo, 12, durante a madrugada, o Corpo de Bombeiros foi acionado novamente, agora em virtude da Polícia Científica ter localizado, naquele mesmo endereço, distante 5 metros da casa incendiada, um corpo dentro de um poço com 20 metros de profundidade.

Ainda no domingo (12), mobilizou-se o maquinário da Defesa Civil de Campo Mourão a fim de realizar escavações nas imediações do poço, para que o corpo fosse acessado por via diversa da entrada principal. Em torno das 17h30min o corpo foi visualizado, mas se constatou instabilidade do terreno, também associada à baixa luminosidade, o que potencializa os riscos às equipes de resgate. Por isso, o Comandante da Operação e também Comandante do Corpo de Bombeiros em Campo Mourão, 1º Tenente Anderson Luiz Feijó, suspendeu a operação até o dia seguinte.

Na manhã da segunda-feira (13), constatou-se que houve queda de terra sobre o local do corpo, confirmando o risco presumido no dia anterior. Foram, então, adotadas novas estratégias para redução da carga no solo das áreas adjacentes ao poço, e iniciado um serviço de escoramento. Suspendeu-se a aplicação de maquinário pesado, e foi retomado o acesso por técnicas de salvamento vertical com retirada manual da terra caída sobre o corpo. A operação de escoramento e remoção manual perduraram o dia todo e, ao cair da noite, e com risco de chuva no município, o poço foi tampado com madeiramento e tampa metálica, e a operação suspensa.

Os serviços de resgate foram reiniciados na terça-feira (14). Aproximadamente 15 bombeiros militares estiveram aplicados no resgate ou foram acionados de suas folgas para guarnecerem o Quartel de Campo Mourão para não afetar o atendimento às emergências durante a vigência da operação. A Polícia Civil investiga o crime.

Atualizada às 18h40 desta quarta-feira.

Leonardo Filho – Da redação com informações do Corpo de Bombeiros de Maringá

Fotos – 5º GB

ANÚNCIANTES VIP´S