Foram realizados mais de 5 mil atendimentos a produtores rurais em 70 municípios do Noroeste do Paraná/ Foto - divulgação

O volume de embalagens de agrotóxicos recolhidas de forma itinerante pela Associação dos Distribuidores de Insumos e Tecnologia Agropecuária (Adita), chegou a aproximadamente 800 toneladas ao longo do ano passado. Para este ano, a expectativa é superar essa quantidade.

Ao todo, foram realizados mais de 5 mil atendimentos a produtores rurais em 70 municípios do Noroeste do Paraná – área de abrangência da associação. Foram exatas, 351 cargas de caminhão. “Além dessa modalidade, existe o recolhimento feito pelas usinas, algumas cooperativas e produtores que encaminham as embalagens diretamente nas centrais de recebimento. No ano passado, mais de 1.500 toneladas de embalagens foram devidamente destinadas”, numerou o gerente Operacional da Adita, Waldir José Baccarin.

O caminhão responsável pela coleta itinerante percorreu aproximadamente 35 mil km no ano passado. Um trabalho que segue todo um cronograma. “Os agricultores são previamente avisados para que estejam preparados a efetuar a devolução das embalagens no local e hora determinado. Os associados da Adita fazem os agendamentos sempre no início do ano, elaborando uma agenda que possa atender a todos. Além dos associados, também realiza coletas em parceria com as prefeituras de toda a região”, completou Baccarin.

HISTÓRICO

Esta forma de recolhimento existe desde 2004. Atualmente envolve um caminhão furgão e quatro colaboradores. “Tudo para que o agricultor possa devolver as embalagens com o mínimo de deslocamento. Uma forma de efetuar a distribuição das entregas durante todo o ano facilitando a logística”, finalizou o gerente Operacional da Adita. Para mais informações ligue: (44) 3025-3032.

COMPARTILHAR